PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 08 de Outubro de 2018 - 09:22
Desafios do próximo governo vão de logística a ICMS do gás



 
 

Para economista, Mato Grosso do Sul precisa aproveitar melhor o seu potencial para a agricultura - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad

 
 

Criar linhas de desenvolvimento desatreladas da União, reduzir dependência dos entes federais, investir na logística, consolidar a integração com países da América do Sul, reduzir a dependência do ICMS do gás, agregar mais valor aos produtos primários do agronegócio, definir quais os setores mais competitivos da economia, rever a política tributária, gerar empregos e receita. Estes são apenas alguns dos desafios econômicos que devem ser enfrentados pelo novo governador do Estado, em um cenário de estagnação da economia depois de longo período de recessão. 

A opinião é do economista-chefe da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, Normann Kalmus, que também já prestou consultoria econômica em vários governos nos últimos anos.

“O maior problema do Estado na pauta econômica, na minha opinião, é a falta de planejamento. Nós precisamos encontrar formas de criar linhas de desenvolvimento que não dependam das vontades federais da União. Temos um país desestruturado em torno dos eixos econômicos já tradicionais. Enquanto não chegarmos a uma linha de desenvolvimento que considere isso e proponha alternativas, vamos continuar a reboque da política dos outros”, afirmou Normann Kalmus. De acordo com ele, o novo governante deve considerar com mais seriedade as vantagens comparativas do Estado. É o caso, por exemplo, da agropecuária.

“MS tem grandes áreas agricultáveis, clima favorável, e não estamos usando totalmente a potencialidade. O que produzimos fazemos bem. No entanto, deixamos de produzir outros produtos ou deixamos de lado a oportunidade de desenvolver melhor as cadeias”, enfatizou.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
15/12/2018 - 10:37  Colação de grau da 3° turma do curso Normal Médio Intercultural Indígena Povos do Pantanal.
15/12/2018 - 10:12  Dois Irmãos do Buriti participa do 7º Congresso Nacional de Conselhos Tutelares .
14/12/2018 - 14:10  Sanesul de Dois Irmãos recebe novo veículo.
14/12/2018 - 11:14  Confraternização da APAEDIB .
13/12/2018 - 20:02  Prefeitura matem atendimento médico no Posto de Saúde do Distrito de Palmeiras.
13/12/2018 - 14:50  Escola Indígena Alexina Rosa Figueredo mistura cultura e lúdico em formatura.
13/12/2018 - 10:56  Em média, 7 pessoas morrem atingidas por raios anualmente em Mato Grosso do Sul
13/12/2018 - 10:54  Congresso libera R$ 100 milhões para compra de navio para Antártida
13/12/2018 - 09:06  Investimento em tecnologia coloca MS no "top 2" brasileiro do sêmen
13/12/2018 - 09:04  Aprovada redução de imposto de renda para indústrias em MS
13/12/2018 - 08:59  Azambuja quer câmeras com reconhecimento óptico em cidades da fronteira
12/12/2018 - 10:14  Aldeias de Dois Irmãos do Buriti recebem mudas de plantas nativas.
12/12/2018 - 10:14  Mais de 25 mil podem sacar os R$ 17,7 milhões disponíveis para o abono salarial
11/12/2018 - 13:53  Marília Mendonça surpreende fãs divulgando show surpresa no Centro de Campo Grande
11/12/2018 - 07:45  Regulamentar venda de horários também será um dos desafios de Bolsonaro
10/12/2018 - 15:48  Emissão de CNH esta suspensa em MS por manutenção do sistema
10/12/2018 - 15:46  Avião agricola cai e piloto de 41 anos morre
10/12/2018 - 15:46  Em MS, 4,9 mil pescadores receberão R$ 18,6 milhões de Seguro Defeso
10/12/2018 - 09:02  Reforma trouxe dinamismo às relações trabalhistas
08/12/2018 - 10:11  Centro de Educação Infantil Professora Sidnei Marques Rosa forma 43 alunos.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE