PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 08 de Outubro de 2018 - 09:22
Desafios do próximo governo vão de logística a ICMS do gás



 
 

Para economista, Mato Grosso do Sul precisa aproveitar melhor o seu potencial para a agricultura - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad

 
 

Criar linhas de desenvolvimento desatreladas da União, reduzir dependência dos entes federais, investir na logística, consolidar a integração com países da América do Sul, reduzir a dependência do ICMS do gás, agregar mais valor aos produtos primários do agronegócio, definir quais os setores mais competitivos da economia, rever a política tributária, gerar empregos e receita. Estes são apenas alguns dos desafios econômicos que devem ser enfrentados pelo novo governador do Estado, em um cenário de estagnação da economia depois de longo período de recessão. 

A opinião é do economista-chefe da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, Normann Kalmus, que também já prestou consultoria econômica em vários governos nos últimos anos.

“O maior problema do Estado na pauta econômica, na minha opinião, é a falta de planejamento. Nós precisamos encontrar formas de criar linhas de desenvolvimento que não dependam das vontades federais da União. Temos um país desestruturado em torno dos eixos econômicos já tradicionais. Enquanto não chegarmos a uma linha de desenvolvimento que considere isso e proponha alternativas, vamos continuar a reboque da política dos outros”, afirmou Normann Kalmus. De acordo com ele, o novo governante deve considerar com mais seriedade as vantagens comparativas do Estado. É o caso, por exemplo, da agropecuária.

“MS tem grandes áreas agricultáveis, clima favorável, e não estamos usando totalmente a potencialidade. O que produzimos fazemos bem. No entanto, deixamos de produzir outros produtos ou deixamos de lado a oportunidade de desenvolver melhor as cadeias”, enfatizou.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
24/05/2019 - 10:59  Eleitos para o conselho fiscal do PREVIDIB
24/05/2019 - 10:46  Governo estadual só tem garantia de pagar salário em dia até junho
24/05/2019 - 10:41  Após perseguição, PF apreende 7,5 mil pacotes de cigarros contrabandeados
24/05/2019 - 10:39  Em acidente na BR 262 um veículo capota e outro fica em chamas
24/05/2019 - 10:04  2° reunião dos comerciantes do Município de Dois Irmãos do Buriti
23/05/2019 - 11:08  Sinalização viária para Dois Irmãos do Buriti
23/05/2019 - 10:23  Preso é encontrado morto um dia depois de pente-fino em presídio
23/05/2019 - 09:27  Após motim, agentes apreendem armas artesanais em presídio
23/05/2019 - 09:20  Senado aprova bagagem gratuita e abertura do setor aéreo a capital estrangeiro
22/05/2019 - 17:01  FAROESTE NO BRASIL: OS TEMIDOS ÍNDIOS GUAICURUS
22/05/2019 - 11:20  Fechada há 13 anos, Casa do Homem Pantaneiro será revitalizada
22/05/2019 - 11:16  Festival de Inverno de Bonito confirma Gal Costa, Lenine, Chrystian e Ralf
22/05/2019 - 11:02  Ataque de pistoleiros deixam seis mortos e um bebê de 11 meses ferido na fronteira
22/05/2019 - 11:01  Seis são executados e criança fica ferida em ataque de pistoleiros
22/05/2019 - 10:54  Governo paga 144% mais que iniciativa privada
22/05/2019 - 10:34  Convite do Presidente da Câmara Municipal de Dois Irmãos do Buriti
22/05/2019 - 09:55  Câmara Municipal de Dois Irmãos do Buriti realiza 14º sessão Ordinária
21/05/2019 - 12:24  18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
21/05/2019 - 12:04  Em ação conjunta, PRF e PF apreendem caminhão boiadeiro lotado de cigarros contrabandeados em MS
21/05/2019 - 11:27  Um ano após a greve, diesel está 2,8% mais barato em MS
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE