PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 13 de Setembro de 2018 - 15:14
PSDB alega ter sido surpreendido com operação e oposição espera ganhar votos



 
 

Enquanto a bancada do PSDB na Câmara Municipal alega ter sido pega de surpresa e até sofrido armação da oposição, os vereadores de outros partidos acreditam que a campanha eleitoral após a Operação Vostok terá profundas mudanças. As análises dos grupos políticos após o ocorrido com a cúpula do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) diferenciaram bastante na Casa de Leis. 

Inicialmente perseguido solitariamente, o petista Airton Araújo disse ser solidário com a situação. “Na política temos que tomar cuidado por estar em uma posição pública. Não entendi até agora porque prenderam o menino [filho do governador]. Não acredito que uma pessoa de bem faça isso. Sou solidário nessas coisas, porque ninguém foi com nós”. 

No entanto, ele acredita que o caso pode atrapalhar um pouco. “A política séria está sendo passada a limpo. O PT pode ser g overno do Estado com o que está acontecendo”, ponderou Airton. Quem também viu chances de crescer nas pesquisas é o emedebista Dr. Loester. “Qualquer ato que envolva a palavra corrupção atrapalha um político. Vai refletir muito não só a campanha dele, mas de toda sua bancada. Não tem como tirar do ar o que foi manchete nacional. Vai fundo na consciência do coletivo”. 

Segundo ele, o jogo está virando. “Ele usaram muito a prisão do André Puccinelli na campanha e agora estão pagando pela mesma boca. Não tenho dúvidas que agora vamos para o segundo turno. O eleitor consciente vai ver o nosso candidato como a opção. A acusação é muito grave. Mochi passou a ser a bola da vez. Candidato preparado e com mãos limpas”. 

Já o vereador Odilon de Oliveira (PDT) afirmou estar triste com o ocorrido. “Entristesse as pessoas, o Estado, a família. Vamos deixar a justiça fazer a parte dela e não comentar nada. É desagradável. Prefiro não fazer discurso em cima disso”, disse o filho do candidato a governador juiz Odilon. 

O colega de partido, Ademir Santana, acredita que haverá bastante dificuldade a partir de agora. “Ruim para a política como um todo. O povo não tem mais credibilidade e isso leva a uma abstenção maior nas urnas. Esperamos que a verdade seja esclarecida e a justiça seja feita”. 

FATO ANTIGO 

O argumento utilizado por todos os tucanos é que a operação se baseou em um “fato antigo”. “Não houve uma matéria nova. O governador sempre esteve à disposição da justiça e estranhamente 20 dias antes da eleição a operação é deflagrada. Tem candidato que falou desde o início que ia levar no W.O. Tem que lembara que a toga dele ficou para trás. É muita coincidência. Ninguém mais aguenta ataques”, disse o vereador João César Mattogrosso. elegado Wellington reforçou que é necessário investigar para prender, não o contrário. “De forma estranha, 20 dias antes da eleição é no mínimo suspeito uma ação da oposição. É a velha política de querer ganhar no tapetão. Mas não posso afirmar, por falta de informações suficientes”. 

Já o presidente da Casa de Leis, João Rocha, disse acreditar na justiça. “Não conheço o motivo da prisão dele e dos outros. Se teve um ano e meio para isso, estamos surpresos pela operação ocorrer tão próximo da eleição. Não sei se foi esgotado o processo antes de prisão. Mas acredito que não vai atrapalhar nada, porque não tem nenhum fato novo. A campanha vai continuar firme”. 

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
11/12/2018 - 07:17  Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles que não votaram nele
10/12/2018 - 15:53  TSE diploma Bolsonaro e Mourão. Acompanhe ao vivo
10/12/2018 - 09:02  Em ministério, Mandetta vai priorizar atenção básica de saúde
06/12/2018 - 14:34  Governo quer endurecer regra para médico que desistir do Mais Médicos
06/12/2018 - 09:40  Bolsonaro discute estrutura de governo com futuros ministros
06/12/2018 - 09:09  Eleitor que faltou no primeiro turno tem até hoje para se justificar
05/12/2018 - 10:26  'Libera geral': polêmico indulto de Temer pode soltar mafiosos presos em MS
05/12/2018 - 10:07  Câmara de Dois Irmãos do Buriti aprova doação de terreno ao Sindicato Rural.
03/12/2018 - 13:28  Equipe trabalha para finalizar reforma administrativa do Estado
03/12/2018 - 13:09  Governador vai pedir a Moro ampliação de vagas da PRF para MS
29/11/2018 - 11:01  Governador confirma "ideia forte" de criar agência de desenvolvimento
28/11/2018 - 10:25  Estado paga 13° salário dos servidores no dia 18 de dezembro, anuncia Azambuja
28/11/2018 - 09:42  Câmara de Dois Irmãos do Buriti apresenta “Projeto de Lei Menor Aprendiz”.
27/11/2018 - 14:22  Justiça mantém presos vereadores e prefeitos que recebiam "mensalinho"
27/11/2018 - 14:19  Agricultura familiar terá atenção especial, diz Tereza Cristina
27/11/2018 - 10:17  Bolsonaro passa o dia em Brasília para série de reuniões
27/11/2018 - 10:00  Temer edita MP para socorrer santas casas e hospitais filantrópicos
26/11/2018 - 14:38  Lula é denunciado pela Lava Jato sob acusação de lavagem de dinheiro
26/11/2018 - 13:40  General Carlos Alberto dos Santos Cruz vai substituir Marun na Secretaria de Governo
26/11/2018 - 10:16  Estado inicia patrolamento e cascalhemento da MS 347.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE