PUBLICIDADE
Economia
Noticia de: 04 de Dezembro de 2017 - 10:18
Reforma da Previdência estadual começa a valer no dia primeiro de maio



 
 

Reforma da Previdência estadual começa a valer no dia primeiro de maio

 
 

A reforma da Previdência dos servidores de Mato Grosso do Sul foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (4) e as novas regras começam a valer no dia 1º de maio.

Dentre as principais mudanças está o reajuste da alíquota, de 11% para 14% para salários acima de R$ 5,5 mil. Também teve alteração na alíquota patronal que, a partir do ano que vem, será de 25%. Hoje, o valor desta contribuição é de 22%.

Outra mudança é em relação ao teto, que vai se manter igual ao do INSS, que hoje é de R$ 5.531,00. Os servidores que tiverem intenção de se aposentar com valor superior, terão de pagar uma complementação, privada ou do Estado.

A reforma prevê a recomposição do saldo do fundo previdenciário por meio da vinculação dos recursos provenientes do acréscimo da contribuição dos poderes.

A Agência de Previdência Estadual vai centralizar todo o processo de concessão das aposentadorias. Antes da reforma, cada Poder era responsável por fazer esse procedimento e a agência apenas administrava quem já estava aposentado.

Representantes de sindicatos dos servidores aguardavam pela publicação do texto da reforma para acionar a Justiça.

Eles querem reverter o projeto, especialmente no que se trata da extinção da massa segregada que, cria um fundo previdenciário único e permite ao governo do Estado usar esse dinheiro para o pagamento do 13º dos servidores, por exemplo.

OPOSIÇÃO

Deputados estaduais entregaram, no dia 30 de novembro, requerimento solicitando abertura de auditoria nas aposentadorias dos servidores estaduais, além do levantamento dos imóveis das agências da Previdência que já foram extintas.

A intenção é descobrir a origem do deficit apontado pelo Estado. Isto porque não existe consenso em relação aos valores. Enquanto o governo apresenta valor de R$ 1,2 bilhão por ano, o Fórum dos Servidores de Mato Grosso Sul fala que o rombo é de R$ 400 milhões.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
09/02/2018 - 09:56  Se a inflação caiu, por que o gás de cozinha e a gasolina subiram tanto?
08/02/2018 - 10:00  BID negocia US$ 47,7 milhões em linha de crédito para Mato Grosso do Sul
07/02/2018 - 08:47  Preço do botijão de gás cai 6% em Campo Grande
06/02/2018 - 09:56  Preço alto reduz em 30% venda de combustível em MS
05/02/2018 - 10:54  Petrobras anuncia 3ª alta consecutiva para preço da gasolina na refinaria
30/01/2018 - 10:17  Preço médio da gasolina nos postos aumenta pela 13ª semana seguida
29/01/2018 - 07:28  Estado se prepara para nova supersafra de soja
25/01/2018 - 10:00  Empresários devem refinanciar dívidas com a União antes do dia 31
24/01/2018 - 11:00  Setor em alerta com queda de 12% nas exportações de frango
22/01/2018 - 10:21  Estado muda regras para aumentar a arrecadação
22/01/2018 - 10:15  FGV prevê crescimento de 0,5 ponto no Índice de Confiança da Indústria
17/01/2018 - 12:00  Pré-custeio da safra 2018/19 deve chegar a R$ 12 bilhões
17/01/2018 - 11:00  Setor de mineração reage e movimenta R$ 1 bilhão em MS
15/01/2018 - 10:00  'Prévia' do PIB do Banco Central registra crescimento de 0,49% em novembro
15/01/2018 - 09:46  Setor de caminhões reage em 2017, mas fábricas operam com 25% da capacidade
15/01/2018 - 08:50  MS mira em estrangeiros para viabilizar fábrica de celulose
12/01/2018 - 10:00  MS renegociou R$ 3,6 bilhões em dívidas com União e BNDES
12/01/2018 - 09:26  Venda de materiais de construção aumenta 5% no Estado
11/01/2018 - 13:27  Sem correção, defasagem da tabela do IR sobe para 88,4%
10/01/2018 - 14:15  Se gasolina, gás e luz só sobem, como a inflação foi tão baixa?
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE