PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 12 de Setembro de 2018 - 09:52
Sistema prisional do Estado terá ampliação de mais 3,2 mil vagas



 
 

Unidade feminina está em fase de reestruturação com 407 vagas - Foto: Álvaro Rezende / Correio do Estado

 
 

Obras de construção e ampliação de unidades prisionais em Mato Grosso do Sul deverão acrescentar 3.272 vagas ao sistema penitenciário estadual. A expectativa é da agência responsável pela administração dos presídios do Estado (Agepen), que está contando, já para a ampliação inicial, com a entrega do primeiro presídio fechado do Complexo Gameleira, em Campo Grande, para o fim do ano. 

Em fase final de construção, na região da saída para Sidrolândia, a Penitenciária Estadual Masculina de Regime Fechado da Gameleira ofertará 603 vagas. Segundo o presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, são três projetos no Complexo Gameleira. O primeiro encontra-se em fase de acabamento e com previsão de término para dezembro. 

O outro, também masculino e igualmente para 603 vagas, está com 60% das obras executadas e com planejamento de término para o fim de 2019. O terceiro, uma unidade feminina, para 407 vagas, está em fase de reestruturação do projeto e com previsão de retomada das obras em meados do próximo ano. Os presídios, orçados em cerca de R$ 59 milhões, foram projetados para amenizar a superlotação nas cadeias do Estado.

O projeto do presídio feminino está em situação de regularização. Com investimentos iniciais de R$ 13,6 milhões, entre recursos do governo federal e execução do Estado, está paralisado desde de novembro de 2015, por conta de erros de cálculo na planta elaborada pelo Departamento Penitenciário Nacional.

A Caixa Econômica, responsável por liberar a verba para a obra, solicitou ao Depen laudo pericial para identificar se o erro encontrava-se no projeto ou na execução. O resultado apontou que o projeto estava errado e precisaria ser revisto.

De modo informal, o Depen teria se justificado alegando que a proposta era, na verdade, uma referência para ser usada como modelo. Para não perder os recursos, a Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)assumiu a responsabilidade de reescrever o projeto. Porém, o contrato com a empreiteira foi rompido, sendo preciso nova licitação, motivando a demora.

* Correio do Estado: 

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
14/11/2018 - 14:14  Prefeito Edilsom acompanha andamento de obras de pavimentação.
13/11/2018 - 18:58  Entre Posto de Pescado inaugurado vai gerar 40 empregos direto.
13/11/2018 - 09:46  Dois Irmãos do Buriti comemorou com show os 31 anos de emancipação.
12/11/2018 - 17:23  CONSELHO DO POVO TERENA REUNI COM EQUIPE DE PROJETO”“Komomoti koyeku poke
12/11/2018 - 11:19  Nesta segunda feira brinquedos e show para comemorar os 31 anos de Dois Irmãos do Buriti.
12/11/2018 - 09:39  Colégio da PM sai do papel e será instalado em 2 cidades de MS
12/11/2018 - 09:37  Tereza Cristina tem encontro com Bolsonaro e almoço com deputados
12/11/2018 - 09:36  Peão de Mato Grosso do Sul morre após ser pisoteado por touro em rodeio
12/11/2018 - 09:06  Em MS, 23,9 mil estudantes faltaram ao segundo dia de provas do Enem
12/11/2018 - 08:53  Mato Grosso do Sul deve produzir 14,8% a mais na safra em 2019
10/11/2018 - 11:08  Pena 'leve' para assassino gera revolta e julgamento termina em quebra-quebra em Dois Irmãos do ...
09/11/2018 - 16:29  Médicos voluntários devem atender 500 pessoas em expedição no Pantanal
09/11/2018 - 15:46  Câmara publica mensagem de aniversário de Dois Irmãos do Buriti.
09/11/2018 - 09:06  Governo espera arrecadar R$ 767 milhões com o IPVA de 2019
08/11/2018 - 15:05  Em um ano, mortes na BR-163 caem de 62 para 30 casos em MS
08/11/2018 - 09:42  Projeto “Nossa Cidade” alunos visitam Câmara Municipal.
08/11/2018 - 08:36  À comissária da OEA, índios revelam medo do governo Bolsonaro
08/11/2018 - 08:36  IPVA chegará em dezembro e deve render mais de R$ 700 milhões
08/11/2018 - 08:33  Pecuaristas querem reduzir uso da água
07/11/2018 - 15:39  Com abertura de frigorífico de peixes, Dois Irmãos do Buriti quer atrair novas indústrias
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE