PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 12 de Setembro de 2018 - 14:20
Vício no celular desde pequeno põe até a alfabetização em risco



 
 

Psicopedagoga defende que idade ideal para presentear filho com celular é depois da alfabetização e para uso da web, 12 anos. (Foto: Agência Brasil)

 
 

O uso excessivo do celular pelas crianças é influenciado pelos próprios pais, que de alguma forma oferecem os aparelhos como distração. Nem todos se atentam, mas os especialistas cada vez mais fazem o alerta de que não limitar ou filtrar essa aproximação com a tecnologia prejudica o desenvolvimento cognitivo, incluindo a fala e alfabetização da criança.

A tecnologia tem seus dois lados, afinal, ver uma criança menor de 5 anos usar os “dedinhos” para achar o vídeo preferido, é um avanço admirável. Mas quem lida com as situações no dia a dia  garante que a falta de controle transforma a ferramenta em uma potencial rival. Não há dados estatísticos em Campo Grande sobre crianças diagnosticadas com dificuldades na alfabetização por influência do uso do celular, mas escolas já apontam casos.

Problema começa “lá atrás” – A diretora de educação infantil do Colégio Harmonia, Talita Martins, pontua que alfabetização exige dedicação e concentração. O uso excessivo faz com que a criança perca contato sensorial e os problemas só aparecem no momento da alfabetização.

“A fase da alfabetização exige esforço do aluno. Uma pesquisa canadense revela que quanto maior o tempo de tela maior a probabilidade de uma criança apresentar atrasos no desenvolvimento da fala e criança com atraso na fala, tem dificuldade na alfabetização. Para aprender a escrever, o aluno precisa de um repertório verbal”, explica.

A solução está no equilíbrio. Talita esclarece não há como eliminar a tecnologia da vida das crianças, mas os pais precisam analisar o conteúdo, sendo ele educativo e com tempo de acesso fracionado. Na unidade, os casos de crianças com dificuldades na alfabetização não estão, necessariamente, ligados ao acesso à tecnologia, mas quando se confirma, a solução é prática.

“No momento em que a escola diagnostica, o primeiro passo é chamar a família, para tentar entender como é a rotina dessas crianças fora da escola. Normalmente, o aluno em dificuldade por causa do celular, mescla comportamentos distraídos, agitados ou agressivos. Diante disso, a escola apresenta uma estratégia de controle de uso da televisão, videogame ou celular”, explica.
Para orientar os pais, a escola segue orientações da Academia Americana de Pediatria, que sugere o controle do uso, por idade e por hora.

“Até os 5 anos sugerimos uma hora de tela, fracionado ao longo do dia. Antes dos 5 anos tem de brincar ao livre, no quintal, praças e com água. O conteúdo também precisa ser pedagógico, com temas que contribuem para o desenvolvimento da criança. A partir dos 5 anos, não tem uma recomendação específica, mas a escola sugere o mesmo controle”, disse.

Por outro lado - A psicopedagoga Tânia Maria Filiu de Souza, mestre e doutoranda em educação, defende uma “idade certa”. Para ela, alfabetizar significa orientar a criança para o domínio da tecnologia da escrita e a letra cursiva e o ideal é que a criança só comece a fazer o uso de celulares, tablets e aparelhos com telas depois de alfabetizada.

“Os pais devem refletir antes de presentear o filho com um celular. Para o uso da Web, aconselho a partir dos 12 anos, quando a criança apresenta autonomia e certa maturidade intelectual e emocional. Recentemente, um jornal apresentou uma reportagem a respeito do manuseamento de aparelhos com tela para crianças pequenas, menores de 2 anos. A preocupação dos especialistas, principalmente da Sociedade Brasileira de Pediatria, é que o uso destes aparelhos possam prejudicar o desenvolvimento cognitivo (fala, escrita), o emocional e o sono das crianças”, explica.

Para a doutoranda, é possível reverter casos já diagnosticados, mas os pais precisam fazer parte da mudança.

“Estamos vivenciando uma pariedade distraída, as crianças se queixam que seus pais vivem muito no celular, há uma ausência de comunicação entre pais e filhos. O adulto usa o celular bem parecido com as crianças, relações intermediadas pelas redes, os pais devem fazer pausas com o uso do celular, principalmente quando estão em casa, conversar com seus filhos, manter um clima comunicativo-emocional favorecendo o processo de aprendizado das crianças. É preciso lidar com celular com a intencionalidade pedagógica, para promover desenvolvimento e aprendizagem”, finalizou.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
19/03/2019 - 11:36  Falta saneamento básico para 2 bilhões de pessoas no mundo, diz ONU
19/03/2019 - 10:33  Brasil e EUA assinam acordo que permite uso comercial de Alcântara
19/03/2019 - 10:11  Obra do Reviva pode ter aditivo milionário
18/03/2019 - 15:46  MS dobrará exportações de produtos por hidrovia
18/03/2019 - 15:44  PDV pode ser encaminhado amanhã para Assembleia
18/03/2019 - 12:31  Eder Aguiar, Presidente Vereador da Câmara Municipal, visita o Secretário da AGRAER.
18/03/2019 - 10:35  Mais de 80% dos turistas aprovam atrativos, gastronomia e segurança pública de MS
18/03/2019 - 10:32  Pedreiro persegue mulher, a derruba e a mata com machadinha
18/03/2019 - 10:13  Mulher, marido e filha morrem em acidente de trânsito na BR-060
18/03/2019 - 10:02  Em duas décadas, lagos do Amor e de parque podem desaparecer
16/03/2019 - 16:50  Ex-coordenador Funai e Ex-Ministro entrega veículo para CTL de Sidrolandia.
15/03/2019 - 11:39  Sexta-feira com risco de tempestade em quase todo o MS, diz Inmet
15/03/2019 - 11:10  Filho é estuprado no banheiro de escola e mãe ouve de direção que nada teria acontecido
15/03/2019 - 10:06  Santa é queimada pela 2ª vez e criador de capela acredita que seja pessoal
15/03/2019 - 09:39  Secretaria Municipal de Educação em parceria com o SENAR/MS e Sindicato Rural oferece aos ...
14/03/2019 - 16:08  Tribunal nega recurso de fazendeiros e mantém índios em área de conflito
14/03/2019 - 16:07  Ar-condicionado é o vilão pelo aumento da conta de luz, diz Aneel
14/03/2019 - 10:06  Veículo cai em corrégo e motorista escapa sem ferimentos
14/03/2019 - 09:27  Instituto Ranking em Dois Irmãos do Buriti: pesquisa administrativa e eleição 2020
13/03/2019 - 16:29  Prefeito confirma Herbert Assunção como secretário da Sedesc
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE